Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

AUSTRÁLIA: PESCADOR ALERTA PARA DERRAME DE PETRÓLEO NA GRANDE BARREIRA DE CORAL

Mäyjo, 11.01.17

barreira_SAPO

Um pescador alertou as autoridades, para um possível derrame de petróleo na Grande Barreira de Coral, a norte de Queensland, Austrália. Segundo a imprensa daquele país, as autoridades costeiras começaram imediatamente a monitorizar a zona.

 

O derrame teria cerca de 20 quilómetros de comprimentos e o alerta foi dado perto de Cape Upstart, a sul de Townsville, avança o Brisbane Times.

Ainda segundo o jornal australiano, a Maritime Safety Queensland, que patrulha as águas daquela região, recolheu resíduos de petróleo do barco onde se encontrava o pescador. Novas buscas, desta vez marítimas, estão previstas para as próximas horas.

“A MSQ entrevistou o proprietário do barco de pesca que fez a denúncia e pôde confirmar a presença de resíduos de petróleo no casco”, avançou a autoridade marítima em comunicado. “Estamos a investigar, mas até agora não podemos confirmar a presença de qualquer resíduo de petróleo”.

O pior derrame de petróleo de Queensland ocorreu em Março de 2009, quando 60 quilómetros de área costeira ficaram cobertos por petróleo vindo do MV Adventurer, que perdeu 100.000 litros de combustível no acidente. Toda a região foi declarada “zona de desastre” e a limpeza decorreu durante 16 meses, tendo sido efetuada por 1.425 pessoas e custado mais de €3,6 milhões.

Foto: eutrophication&hypoxia / Creative Commons

MALÁSIA: 300 TONELADAS DE PETRÓLEO DERRAMADAS APÓS COLISÃO DE NAVIOS

Mäyjo, 06.01.17

reuters

Passava pouco da meia noite de terça feira quando o navio de Singapura Wan Hai 301, e o de Gibraltar, APL Denver, colidiram junto ao porto de Johor, na Malásia. Como consequência cerca de 300 toneladas de petróleo foram derramadas, tendo mesmo já alastrado a águas singapurenses.

 

Segundo informações avançadas pela Autoridade Portuária de Singapura, citadas pela agência de notícias Efe, o derrame teve origem no navio APL Denver. No local estiveram oito embarcações a participar nos trabalhos de limpeza dos resíduos de hidrocarboneto.

Sob investigação estão ainda as causas do incidente, mas até agora não há registo de incidentes nem de perturbações no tráfego marítimo naquela que é uma das passagens navais mais movimentadas do mundo.

Foto: Reuters

 

DERRAME DE PETRÓLEO NAS PRAIAS DA CALIFÓRNIA: AS IMAGENS QUE CORRERAM MUNDO

Mäyjo, 31.08.15

santa barbara_a

A (nova) tragédia ambiental da Califórnia